Compromisso

Compromisso contínuo da Telesat com a América Latina

Desde 1980, a Telesat tem trabalhado em estreita colaboração com seus clientes corporativos e governamentais na América Latina para expandir a sua capacidade satelital, melhorar a eficiência operacional e atender outros objetivos. Aqui estão alguns destaques:

  • Ano 1980 - Consultoria especializada da Telesat cooperou com a Embratel no novo programa de satélites Brasilsat – contribuindo com o sucesso dos lançamentos dos satélites Brasilsat A1 & A2
  • Ano 1990 --
    • A Telesat adquiriu, em leilão, a posição orbital brasileira em 63° WL
    • Anik C1 movido para a posição 63° WL para atender o Brasil
    • A Telesat ordena dois novos satélites com cobertura substancial na América Latina – Anik F1 (107.30 WL) e Estrela do Sul/Telstar 14 (63.0 WL).
    • A Telesat atuou como consultora no México através do Programa Morelos, provendo TT&C para a Argentina
  • Ano 2000 – Anik F1 lançado em Novembro de 2000, seguido pelo Estrela do Sul em Jan 2004
  • Ano 2011 – Estrela do Sul 2 é lançado na posição orbital 63⁰ W para servir os mercados das Américas e a região do Atlântico Norte [substituindo o Estrela do Sul]
  • Ano 2013 – Anik G1 entra em serviço duplicando a capacidade de Bandas C e Ku sobre a América do Sul, a partir da posição orbital 107,3⁰ W
  • Ano 2015 – Telstar 12 VANTAGE, o primeiro satélite HTS da Telesat, inicia suas operações na posição orbital 15⁰ W, provendo potente cobertura sobre o Brasil e países vizinhos
  • Ano 2015 – Telesat vence leilão da Anatel para obtenção de frequências adicionais na posição 63⁰ W e anuncia a compra do novo satélite Telstar 19 VANTAGE, que proverá capacidade de alta performance (HTS) sobre o Brasil, países da região Andina e outros mercados. Lançamento estimado para o início de 2018 na posição 63⁰ W, co-localizado com o Estrela do Sul 2.

Hoje a Telesat possui cinco satélites na região da América Latina, além de um em construção, para atender a sua crescente base de clientes em toda a região.